Meio&Mensagem

Siga-nos

Publicidade

Bilhões de oportunidades com IoT

Iot é o grande motor para a modernização da indústria, criando mais oportunidades de crescimento para os B2B


27 de fevereiro de 2019 - 14h09

(Crédito: Victoria Navarro)

Dentro de 5 anos, cerca de 35 bilhões de coisas estarão conectadas à internet. Quando olhamos os números, podemos até pensar que a conectividade não precisa ser tão relevante, pois se falhar, o dano será pequeno. Porém, os 35 bilhões não significam apenas pequenos sensores, mas incluem “coisas” importantes demais para improvisar.

Veículos conectados e autônomos, robôs industriais, drones, tecnologias para cidades inteligentes e para campos agrícolas estão por toda parte no MWC deste ano. A internet das coisas (IoT) é o grande motor para a digitalização de todas as verticais da indústria, criando mais oportunidades de crescimento para os B2B, e o 5G vai levar tudo isso para um novo patamar.

No Brasil, particularmente, há um enorme potencial associado ao agronegócio, que representa 23% do PIB nacional. Aumentar a produtividade dessa vertical, mesmo que seja de 1%, tem um enorme impacto na economia brasileira. Além do agronegócio, outros setores serão muito importantes nessa transformação, como é o caso da mineração e petróleo e gás.

No MWC, por exemplo, a Ericsson apresenta um caso real da conectividade IoT a serviço de uma mineradora. São duas vertentes: dentro da mina para sensores de segurança (umidade, temperatura, movimento) e, do lado de fora, alta capacidade para controlar grandes máquinas a distância. Quando pensamos em massificar o IoT, porém, as aplicações de IoT massivas devem vir antes dos casos que exigem aplicações mais críticas, que exigem alta capacidade e disponibilidade.

Em parceria com o Instituto Fraunhofer da Alemanha, a Ericsson implementou o 5G no processo de fabricação de hélices de turbinas de avião em uma fábrica chamada MTU Aero Engines. Essas lâminas requerem precisão extrema, verificação de qualidade constante, calibração de aparelhos, integridade de materiais que serão impossíveis de manusear. Os ganhos decorrentes dessa experiência representam 27 milhões de euros para a MTU. Apenas as redes de IoT celulares, como o NB-IoT e o LTE CAT M, serão capazes de apoiar essas indústrias.

Para esses setores, tecnologias como o Wi-fi são inviáveis. Frequências não licenciadas e que não garantem um bom nível de serviço podem funcionar para vídeo on demand em casa, mas não em uma fábrica que opera 24×7 ininterruptamente. É preciso ter a certeza de que a internet vai funcionar.

No MWC, IoT e 5G aplicadas aos desafios das indústrias estão por toda parte, principalmente em sistemas de transporte e produção estão por toda a parte. A partir do estande da Ericsson, por exemplo, é possível dirigir um caminhão localizado na Suécia. Neste caso, a internet é 5G e a “coisa” é o caminhão. No mundo em que IoT significa ter bilhões de oportunidades, um ano pode ser tarde.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio