Meio&Mensagem

Siga-nos

Publicidade

MWC 2019: cada vez mais além do mobile

Ficou pra trás o tempo bem menos charmoso em que a feira era composta em sua maioria por executivos discutindo redes e hardwares


22 de fevereiro de 2019 - 11h26

(Crédito: Sérgio Damasceno/Meio & Mensagem)

Em 2019 terei a oportunidade de acompanhar minha 8a edição da Mobile World Congress. Muita coisa mudou desde a primeira vez em que fui a Barcelona acompanhar o principal evento da indústria mobile no mundo. A começar pelo nome. O evento, inicialmente chamado GSM World Congress, posteriormente foi renomeado para 3GSM até chegar ao atual MWC. Aliás, se eu pudesse fazer uma sugestão à organização do evento, consideraria mudar o seu nome novamente já que faz tempo que a MWC vai muito além do Mobile, com a presença cada vez mais forte dos principais players de outras indústrias, como a automotiva – e seus estandes cinematográficos – eletrônicos, mídia, entretenimento e todo o ecossistema móvel, desde smartphones e devices até drones e outros periféricos. Ficou pra trás o tempo bem menos charmoso em que a feira era composta em sua maioria por executivos discutindo redes e hardwares. Hoje o papo é muito mais sobre conteúdos, diferenciação através de funcionalidades (features) e muito menos sobre capacidade dos devices – que cada vez caminham mais para uma comoditização.

Na edição do ano passado, escrevi um artigo, aqui mesmo para o Meio&Mensagem, em que fiz a comparação das edições anuais do Mobile World Congress com safras de vinhos. Assim como acontece na produção da bebida, os especialistas dizem que existem safras boas e safras sofríveis, devido a influência de vários fatores. Para esse ano, acho que o Mobile World Congress terá uma safra média. Digo isso, pois não espero que o evento traga inovações tão disruptivas, como foram os primeiros experimentos com Internet das Coisas, por exemplo. Minha expectativa para 2019 é que o MWC terá mais novidades em relação a consolidação de tecnologias já apresentadas, do que o lançamento de novas tecnologias propriamente ditas.

Internet das coisas, 5G, Inteligência Artificial, Carros Autônomos e Aplicações para Drones. Esses são alguns dos temas que devem pautar as principais discussões do evento. E todos eles tem uma coisa em comum: foram considerados disruptivos há alguns anos. Hoje, a inovação já não está apenas na tecnologia, mas sim em suas aplicações e combinações. Imaginem só as possibilidades que a banda do 5G pode trazer para a Internet das Coisas. Ou ainda, a Inteligência Artificial aplicada em veículos e drones, ou combinada com Big Data para oferecer soluções para o mercado do agronegócio, farmacêutico, entre outros.

Não posso deixar de mencionar o lançamento de devices, algo que sempre gera muita expectativa para o Mobile World Congress. Estou curioso pra ver o que Samsung, Nokia, Motorola, Xiaomi, Huawei, LG e outras gigantes pretendem apresentar. Mais do que câmeras super poderosas ou baterias de longa duração, os principais destaques estarão em funcionalidades inéditas, que tenham aquele “algo a mais”. Muito tem se falado sobre os smartphones dobráveis e telas flexíveis – essa pode ser a grande tendência que vai guiar a corrida dos fabricantes em 2019.

Como em todos os anos, estou bastante ansioso para botar os pés em Barcelona e poder entender os caminhos da tecnologia num futuro próximo. Particularmente, tenho muito interesse em saber pra onde vai a Internet das Coisas, já que suas aplicações abrem muitas oportunidades para uma empresa como o Twitter, trazendo novas possibilidades de integração, com variados objetos e assistentes virtuais, e permitindo parcerias de distribuição com players que não teríamos no radar há alguns anos.

Além de ajudar a ampliar meu espectro de conhecimento, o MWC é uma grande oportunidade para estreitar relacionamento com executivos C-Level de empresas parceiras, poder pensar em novas soluções ligadas ao nosso negócio e fazer um planejamento alinhado com o que há de mais novo no mundo da tecnologia.

Já de lá trago mais novidades pra vocês. Daí confirmo se essas minhas previsões estavam corretas ou se 2019 entrará pro seleto hall de safras históricas do MWC.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio