Meio&Mensagem

Siga-nos

Publicidade

6 previsões para o nosso estilo de vida em 2025


29 de junho de 2021 - 15h47

O primeiro dia do MWC Barcelona foi marcado pelo lançamento de produtos de consumo de marcas como Samsung, Lenovo e Xiaomi. Durante o anúncio dos novos relógios inteligentes da Samsung, chamou a atenção o uso recorrente do termo “lifestyle” em vez dos bits & bytes, tradicionalmente promovidos neste tipo de evento.

Esta abordagem de comunicação de marca, entretanto, tende a se tornar o “novo normal” da propaganda conforme a tecnologia é incorporada em todos os aspectos das nossas vidas. Seja qual for o seu estilo de vida – saudável, acelerado ou minimalista –, certamente ele será cada vez mais digital. A pandemia só acelerou essa tendência.

O relatório The Future Urban Reality, desenvolvido pelo ConsumerLab da Ericsson em 31 países e que representa a opinião de 2,3 bilhões com base em amostragem, aponta que os hábitos adquiridos durante o distanciamento social farão com que os brasileiros passem 16 horas on-line a mais por semana em comparação ao período pré-pandemia. Seja no celular, nos óculos de realidade virtual ou em dispositivos vestíveis, a integração entre a tecnologia e os hábitos está selada e deverá se acelerar ainda mais até 2025, quando devemos atingir uma maior maturidade digital com a consolidação de tecnologias como o 5G, a inteligência artificial e a nuvem.

2025 é um ano emblemático quando se trata de previsões, principalmente para entendermos de forma mais precisa o que será o “novo normal”. Este ponto de vista leva em conta que, apesar de haver a expectativa de que a vacinação estará consolidada na maior parte do globo entre 2021 e 2022, os anos seguintes – 2023 e 2024 – devem ser atípicos quando pensamos na estabilização global dos níveis de consumo.

Se por um lado encontramos setores mais resilientes na pandemia, como o de entretenimento digital, há uma demanda reprimida latente em outras áreas, como é o caso do turismo de lazer. A pesquisa da Ericsson apontou que os brasileiros esperam aumentar os dias de viagens de lazer em 25%, comparado ao período pré-pandemia. Ademais, é necessário observar como os novos hábitos online adquiridos irão se materializar em todos os setores da economia, tanto naqueles de características cíclicas quando anticíclicas.

Seja pelo ponto de vista econômico ou tecnológico, as previsões para 2025 podem nos ajudar entender melhor como será o futuro. Ou, ainda, nos dar a chance de reavaliar nosso próprio estilo de vida até lá:

· 65% antecipam que comprar on-line será uma experiência mais agradável do que ir até uma loja física;

· 57% esperam que os encontros culturais, sociais e de entretenimento de todos os tamanhos irão acontecer em plataformas on-line;

· 75% dos consumidores preveem que a vida será guiada pela conveniência;

· 47% acreditam que frequentar cursos de universidades estrangeiras será mais comum e barato;

· 73% acreditam que os níveis de estresse vão estar muito mais altos que os atuais.

· 66% entendem que a maioria das pessoas precisará ter empregos adicionais para manter um nível aceitável de renda.

Para mim, todos esses dados são bem emblemáticos, principalmente quando falamos sobre relacionamentos sociais do futuro e sobre saúde mental, o tema da vez. E você, acredita que estaremos assim, em quatro anos?

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • vinicius fiori

  • Ericsson

  • bits&bites

  • lifestyle

  • novos hábitos de consumo

  • Samsung

Patrocínio